“Dia de fazer o bem” encerra o XVI EncontrArte

Por: EncontrArte
contato.encontrarte@gmail.com

Encontro de Artes Cênicas da Baixada Fluminense – EncontrArte – encerra 16ª edição com o projeto “Dia de fazer o bem” destinado às crianças

Praça Miguel Couto, em Nova Iguaçu, recebeu a caravana do EncontrArte com variadas atrações gratuitas.

Foto divulgação: Marcele Pontes

Ao longo de 11 dias, o município de Nova Iguaçu recebeu o principal festival de teatro da Baixada Fluminense e um dos mais respeitados em todo país, que este ano trouxe 17 espetáculos, sendo 10 adultos e 7 infantis. Todos apresentados gratuitamente no Sesc Nova Iguaçu e no Espaço Cultural Sylvio Monteiro, no centro da cidade. A grande homenageada desta edição foi a atriz Andréa Beltrão, que abriu o festival com o monólogo Antígona. Cesário Gandhi, ator e produtor local, também foi agraciado com o troféu EncontrArte pelo seu trabalho desenvolvido na Baixada Fluminense.

Com o patrocínio da Petrobras, por meio das leis de incentivo do Brasil, do Governo do Rio de Janeiro e da Secretaria de Estado de Cultura e da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, o EncontrArte, que também contou também com a parceria do Sesc e da Prefeitura de Nova Iguaçu.

No encerramento do evento, domingo (8), houve uma maratona de amor às crianças e às famílias na praça do DPO em Miguel Couto. O “Dia de Fazer o Bem” trouxe uma programação com atrações diversificadas de arte com teatro, aula de zumba, cortejo de palhaços, recreação, cidadania, oficinas, além da exibição do filme “As aventuras do pequeno Colombo”, uma parceria entra o Encontrarte e a TV Globo.  Com a ajuda de voluntários, do Bispo Anderson Marques do Ministério Vida, que deu franco apoio ao evento, e de empresários locais que doaram lanches (Bob’s e a Picanha do Delei) e brinquedos, foi possível proporcionar um dia de muitas alegrias às crianças da cidade. A distribuição de brinquedos, arrecadados durante o festival, foi um presente especial em comemoração ao dia das crianças.

“Ganhei uma boneca da Barbie, muito linda”, comemorava a moradora local Ana Lucia de 4 anos que estava acompanhada dos pais.

– É muito gratificante poder levar arte e educação de graça para uma região que ainda é muito carente e com pouca visibilidade. É uma honra reunirmos uma programação com espetáculos diversos de nosso Brasil. – dizem Claudina Oliveira e Tiago Costa diretores do festival.

– A arte além de tudo é um oficio e como tal deve ser reconhecido e remunerado. Não podemos esquecer jamais disso, senão perdemos totalmente a razão da nossa luta por melhores condições de trabalho, diz Fábio Mateus, um dos diretores do EncontrArte.

Em 16 edições, o EncontrArte já apresentou 264 espetáculos, além de 31 oficinas, dez seminários e reuniu mais de 100 coletivos da Baixada Fluminense em apresentação de espetáculos, cortejos e performances artísticas. Cerca de 200 mil pessoas já passaram pelo evento desde então, que já prestou 19 homenagens a artistas nacionais e 17 a artistas regionais.

Sem comentários ainda

Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu comentário