Entrevista com Cláudio Piovesan (SATED – RJ)

Por: rodrigo
rodrigo@agenciasaliva.com.br

 

O primeiro dia de espetáculos da XI edição do EncontrArte foi um sucesso. A casa ficou cheia e contou com a presença de diversas personalidades do cenário artístico da cidade e do estado. Dentre elas Cláudio Piovesan, que é presidente do conselho fiscal do Sindicato dos artistas e técnicos em espetáculos de diversão do Rio de Janeiro (SATED RJ). Numa pequena entrevista antes de começar a peça “Felinda”, Cláudio nos falou um pouco sobre o valor de um festival como o EncontrArte para a cidade de Nova Iguaçu e baixada fluminense.

 

O EncontrArte é o maior evento de arte da baixada, como você acha que ele pode agregar algo para a região?

Cláudio Piovesan: Fazendo um núcleo cultural compacto que atinja todos os seguimentos da sociedade. Porque a cultura e a educação auxilia a juventude que anseia por fazer algo. E a sociedade é mutável, e os jovens tem que estar preparados. Principalmente na baixada fluminense que carece de educação, cultura e lazer.

 

Falando em juventude, a nossa geração está herdando um legado deixado pela sua geração. Você consegue visualizar algo que esse geração vá deixar para as futuras?

Cláudio: Vocês tem que se apoderar do bom e do melhor do que sobrou da juventude, da educação e da cultura do século passado. Porque eu sou do século retrasado, ehehehe.

 

Leia também

Sem comentários ainda

Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu comentário