Felicidade, ou, a crônica sobre o que ignoramos saber

Por: Wesley Brasil
wesleybrasil@gmail.com

Todo mundo quer ser feliz. Mas será que fazemos alguma coisa a respeito? Não apenas realizar-se, mas além: será que você faz algo pela felicidade alheia?

Felicidade é uma questão de atitude – não apenas de sentimento.

O espetáculo da noite de hoje, “Felicidade”, mostrou claramente que a felicidade dos personagens envolvia buscar a realização de seus sonhos. Você é o único representante do seu sonho na face da terra, então, trate de ser seu próprio aliado nessa busca – de repente algumas pessoas abraçam teu sonho e ele se torna uma realidade.

Alcançamos a felicidade quando nos sentimos construtores de alguma coisa realmente importante, quando temos coragem de encarar o espelho e até de nos desafiarmos com um sorriso. Você, o que sente ao olhar pra si? É feliz? Está construindo alguma coisa realmente importante?

Quatro histórias. Quatro caminhos. Quatro felicidades, ou, a busca por elas. Foto: Marcele Pontes.

Quatro histórias. Quatro caminhos. Quatro felicidades, ou, a busca por elas. Foto: Marcele Pontes.

Quanto tempo a gente precisa levar para aprender a ser feliz?

De repente, após muitos anos, a gente descobre que a felicidade está nas pequenas coisas. Sabores, sons, aromas, texturas… E especialmente nas pessoas! Ah, as pessoas! Elas dão um brilho especial a momentos memoráveis. E a felicidade só acontece ao lado das pessoas quando nos sentimos à vontade em sermos quem somos de verdade.

Já percebeu que você só faz amizade de verdade com aqueles que te aceitam? Seja você feio, bonito, gordo, magro, gay, ateu, evangélico, católico, protestante, talibã, jazzista, pagodeiro, funkeiro, iguaçuano, ninja, nerd, ou seja lá como prefira classificar-se. O fato é que você se sente feliz ao lado daqueles que te aceitam de verdade.

“Por que é que a gente tem tanto pudor para demonstrar nosso afeto?” – Trecho da peça ‘Felicidade’.

Vai ver essa coisa toda de buscar felicidade foi uma invenção maluca de alguém que percebeu que a vida precisa ter sentido. Fato é que tudo faz sentido ao lado de quem amamos, ou pelo menos quando fazemos coisas que amamos.

Se ontem aprendemos que o tamanho do nosso sonho determina muito a nosso respeito, hoje vimos que a busca por este sonho dá um caminho para a felicidade. A vida é curta demais para buscarmos outra coisa que não seja felicidade. A vida é uma só.

Mas tudo isso a gente já sabe.

Sabe mesmo?

Sem comentários ainda

Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu comentário